Autarquia aprova a elaboração da Rede Local para a Educação, Formação e Qualificação de Sintra

A Câmara Municipal de Sintra aprovou, em reunião de executivo, a realização de um protocolo de colaboração com os diferentes agentes educativos, formativos e empresariais, com vista à criação da Rede Local para a Educação, Formação e Qualificação de Sintra.

Esta medida pretende criar uma plataforma colaborativa entre todos os parceiros da comunidade com intervenção direta na educação, formação, emprego e qualificação nos jovens e adultos.

Para o presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, este protocolo permite “a continua melhoria da qualificação e o desenvolvimento de Sintra como um território educativo, inovador e com espaço para que todos possam desenvolver as suas capacidades e criar oportunidades”.

A plataforma colaborativa possibilita ainda a:

  • A definição, implementação e monitorização de uma oferta educativa e formativa adequada a projetos de vida dos jovens e adultos, assim como às características e necessidades do conceito socioeconómico de Sintra;
  • A garantia do aumento da oferta formativa de cursos profissionais e ensino superior no concelho;
  • O desenvolvimento de conteúdos e recursos em rede que permitam disponibilizar informação generalizada dos diferentes atores do município, numa lógica de disseminação de conhecimentos sobre o território e de desenvolvimento e partilha de práticas de sucesso;
  • O desenvolvimento de estratégias e parcerias que reforcem a aproximação do tecido empresarial à educação, criando oportunidades para que os jovens beneficiem de um contacto mais direto com as empresas ao longo da sua formação;
  • A implementação de estratégias que promovam transições bem-sucedidas entre o sistema educativo/formativo e o mercado de trabalho;
  • A criação de oportunidades para os jovens que não estão a trabalhar, nem inseridos no sistema educativo/formativo e que abandonam precocemente o sistema educativo, concluam um percurso qualificativo, por via do ensino profissional ou superior;
  • O reforço do trabalho para a qualificação de jovens e ativos empregados e desempregados, em particular desempregados de longa duração;

O referido protocolo será assinado entre a autarquia de Sintra e diversas entidades, públicas e privadas, que irão constituir a Rede Local.

A criação da Rede Local para a Educação, Formação e Qualificação de Sintra insere-se no Projeto Educativo Local de Sintra, um plano estratégico educativo municipal, inclusivo, que reúne os diferentes atores locais na construção e dinamização de ações que pretendem dar resposta às necessidades dos cidadãos, pretendendo promover (trans)formação social e cívica nas comunidades.