Projecto Os Direitos dos Consumidores Migrantes já começou!

A DECO fundou em 2014, com as associações de defesa do consumidor de países de linga oficial portugal (Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste), a CONSUMARE – organização internacional de associações de consumidor que falam português.

Um dos objectivos desta organização é capacitar e empoderar quem trabalha com associações não-governamentais de apoio a cidadãos migrantes na área dos direitos dos consumidores. A DECO E A CONSUMARE acreditam que assim facilitaremos a integração e inclusão dos migrantes na sociedade portugueses, potenciando os seus conhecimentos e tornando-os menos vulneráveis.

Assim estreámos recentemente a primeira etapa do Projecto Os Direitos dos Consumidores Migrantes, destinado a dirigentes e colaboradores de associações de migrantes de Países de Língua Oficial Portuguesa e outras em trabalho de proximidade com essas comunidades migrantes, desenvolvido pela CONSUMARE e apoiado pelo Fundo para a Promoção dos Direitos dos Consumidores.

A CONSUMARE pretende com esta ação capacitar as equipas das associações parceiras na área dos direitos dos consumidores migrantes, promovendo o apoio e informação dos seus membros associados e comunidade, salvaguardando a sua inclusão e uma cidadania ativa e participativa no país de acolhimento, Portugal.

O ciclo de workshops informativos, primeira actividade comtemplada pelo Projecto, terá uma duração de 30 horas, divididas em 10 workshops online de 3 horas cada, com periodicidade semanal, prolongando-se até meados de Setembro, através da plataforma digital Zoom.

Esta formação será orientada por formadores da DECO e realiza-se semanalmente. Os workshops focam-se em temas de interesse relevante para os consumidores migrantes, que nos foram comunicados pelos nossos parceiros de projecto através do preenchimento de um diagnóstico de necessidades. Destacam-se grandes temas como direitos dos consumidores migrantes, princípios de uma alimentação saudável e sustentável, contas bancárias e serviços financeiros, contratos abusivos e vendas agressivas, garantias e reparação de bens, serviços públicos essenciais, regras para o arrendamento de casas, direito à saúde e resolução de conflitos.

Informe-se connosco. DECO: 21 371 02 00; deco@deco.pt; www.deco.pt e www.consumare.org.