Sintra mantém aposta na reabilitação de edifícios escolares

A Câmara Municipal de Sintra aprovou diversas empreitadas de conservação e beneficiação de escolas do concelho no valor de cerca de 1 milhão e 230 mil euros, melhorando assim a qualidade dos estabelecimentos de ensino de milhares de crianças.

Arranjos exteriores, requalificação energética de edifícios de modo a garantir mais conforto e reduzir a fatura energética, requalificação de cozinhas garantindo assim a segurança alimentar através da remodelação e ampliação das cozinhas, substituição de equipamentos obsoletos e arranjos exteriores, são as intervenções que que foram aprovadas na ultima reunião do executivo.

O presidente da Câmara Municipal de Sintra, Basílio Horta, sublinhou que “a Câmara de Sintra, assumiu como prioridade, na área da educação, a requalificação e melhoramento das condições das escolas do concelho. As escolas deviam ser um motivo de orgulho para todos, de dar dignidade a quem aprende e a quem ensina. Investir nas escolas é investir na educação”.

Foi aprovado a abertura de concurso público para empreitada de arranjos exteriores de escolas EB Colaride, Monte Abraão 2 e Pêgo Longo por 276 mil euros, que tem como objetivo inverter a trajetória de décadas sem conservação de forma a garantir boas condições de funcionamento, devolver aos edifícios as suas características originais, garantido a estanquidade e as condições de conforto dos mesmos.

A abertura de concurso público para empreitada de instalações fotovoltaicas e iluminação LED em escolas EB1 (Casal de Cambra 2, Casal da Barota, Queluz 2, São Marcos 1, Rio de Mouro 1, Serra das Minas 2, Mem Martins 1, Mem Martins 5, Ouressa e Casal da Cavaleira) tem por valor base 378 mil euros.

Esta empreitada tem por objetivo a instalação de painéis fotovoltaicos e a substituição da iluminação atual por iluminação de tipologia LED, contribuindo assim de forma ativa para a redução da pegada ambiental, com a produção própria de energia verde e diminuição do consumo elétrico da maior fatia, a iluminação, conseguindo desta forma uma maior eficiência energética nas escolas.

Foi também aprovado a abertura de concurso público para beneficiação de cozinhas em escolas EB1 por 255 mil euros com o objetivo de as dotar de melhores condições para a preparação de refeições e harmonizando-as com as normas sanitárias em vigor.

Por fim, foi adjudicada a empreitada de arranjos exteriores da EB 2,3 Mestre Domingos Saraiva pelo valor de 325 mil euros.

Recorde-se que o Plano de Investimentos nas Escolas de Sintra foi apresentado em março de 2018 e prevê a intervenção em 98 escolas, abrangendo mais de 30 mil alunos, num investimento total de cerca de 24 milhões de euros, dos quais 3,250 milhões de fundos comunitários.