Sintra promove Programa de Rastreio Populacional do Cancro da Mama

A Câmara Municipal de Sintra promove, até setembro de 2022, o Programa de Rastreio Populacional do Cancro da Mama dirigido a cerca de 58 mil mulheres do concelho.

As mulheres serão convidadas, pelos serviços da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), a participar neste rastreio através de carta personalizada, podendo existir um contacto adicional por telefone e/ou SMS.

O rastreio far-se-á numa Unidade Móvel da LPCC, veículo dotado de equipamento radiológico e profissionais de saúde qualificados para a realização das mamografias.

Para o presidente da autarquia de Sintra, Basílio Horta, “estas iniciativas colocam os serviços e a educação para a saúde mais perto da população, para a Câmara de Sintra, apoiar e aproximar estes equipamentos dos municipe é um eixo prioritário. Garantir que um programa de rastreio como este chega a 58 mil mulheres é, de facto, importante e nós não podíamos deixar de colaborar para levar a cabo este feito.”

Os rastreios oncológicos têm como objetivo aumentar o sucesso da abordagem da doença oncológica, diminuindo a sua morbilidade e mortalidade, constituindo um instrumento de reconhecida importância no combate ao cancro e na diminuição dos gastos com tratamentos.

Os programas de rastreio de doenças oncológicas de base populacional, para além de promoverem a saúde através da literacia e controlo de fatores de risco, permitem a identificação de lesões precursoras de situações malignas ou estádios iniciais da doença, através do diagnóstico precoce e com utilização de técnicas terapêuticas menos agressivas melhorar os resultados em saúde.

Esta iniciativa de promoção da saúde e diagnóstico precoce de patologias graves como o cancro da mama é desenvolvida entre A Liga Portuguesa Contra o Cancro da Mama (LPCC), a ARSLVT e o Município de Sintra.